Mundo Salesiano: Presença salesiana na Síria

Na cidade símbolo da guerra na Síria,Alepo,entre combates e bombardeios contínuos,os jovens que frequentam o oratório fazem um pedido aos Salesianos e a todos os cristãos poupados aos horrores da guerra:“Fazei uma hora de Adoração Eucarística junto conosco,segunda-feira de tarde,invocando a paz para a Síria”. Da mensagem se faz porta-voz o P. Georges Fattal,diretor da Casa salesiana.
Por Gian Francesco Romano.

Alepo é uma cidade sitiada: não se pode sairnem entrar livremente.Bombas e mísseis caem cotidianamente sobre inteiros bairros da cidade
“Estou voltando de uma visita a pessoas mutiladas pela explosão de uma bomba caída em sua casa – refere o P. Georges Fattal,Diretor da Casa salesiana de Alepo –.Quem perdeu os olhos.Quem perdeu as mãos… É perigoso sair para a rua. Mas pode-se morrer também ficando-se tranquilamente em casa”.
Felizmente a obra salesiana está situada numa área entre as menos atingidas pelas violências.Também por isso é muito frequentada pelos meninos,que ali procuram –achando-as – um pouco de paz, um pouco de normalidade.“Este oratório sempre atraiu muitos jovens e deu também muitas vocações à Igreja e aos Salesianos.Mas agora eles nos chegam também de outras áreas da cidade. É que tantas igrejas foram destruídas”.
Certamente não é indiferente à popularidade do oratório o auxílio,também material,oferecido pela Comunidade salesiana:“Graças à Congregação e a alguns benfeitores, podemos ajudar as famílias dos 700 oratorianos; faz poucos dias, pudemos distribuir 800 pares de calçados; nestes dias,como sempre no fim do mês,estamos entregando comida e ajuda econômica, embora com a guerra os preços estejam chegando às nuvens...”.
O empenho dos Salesianos vai todo aos jovens:“Procuramos pôr-nos a seu serviço e dar... um sorriso nestes tempos de dor” – explica o religioso.Os meninos reconhecem esse empenho e são os primeiros a crer que se pode resistir à desesperança.Ouçam esta: “Amanhã e sábado, encenaremos um grande espetáculo,escrito pelo P. Pier JabloyanSDB,que trata justo do ver um pouco de luz em meio a tanta escuridão...Perguntamos aos rapazes se queriam continuar a prepará-lo mesmo assim, i. é, apesar do perigo dos bombardeios: e foram eles a insistir para que se fizesse”.
Juntos,Jovens e Salesianos, estão transformando a realidade da guerra numa oportunidade para aprofundar a Fé.“Ver-nos-emos quinta-feira à tarde com os universitários e refletiremos:‘O que lhe trouxe de bom esta guerra?’,porque estamos convencidos de que –como dizia São Paulo – tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus”.
Com este mesmo espírito o P. Fattal está trabalhando para fazer viver também pelos jovens de Alepo o Jubileu da Misericórdia:“Nesta situação ninguém pensa nisso,mas queremos fazer-lhes viver o perdão,a Misericórdia... Fazê-los sentir-se parte da Igreja que acolhe todos os seus filhos”.
E conclui com um apelo:“Toda segunda-feira fazemos uma hora de adoração eucarística pela paz,das 18 às 19 horas.Fazei o mesmo por nós – se puderdes também na mesma hora – em comunhão espiritual:temos Fé na força da Oração!”.

Vídeo dos Salesianos em Aleppo comove váris pessoas

Aqui,como Salesianos, fazemos com os jovens aquilo que Dom Bosco deseja que se faça com todos os jovens: fazer coisas normaisem tempos anormais’ – conta P. Pier Jabloyan, da Obra salesiana de Alepo.
O salesiano, através de breve video, publicado em Facebook,agradeceu a solidariedade manifestada pelo Oratório salesiano, de Schio, Itália, e descreveu a realidade que se vive em sua cidade, Alepo:‘Aqui vivemos a guerra em cheio’.


fonte: InfoANS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARPINA – COLÉGIO SALESIANO | Alegria e Entusiasmo na Semana Pedagógica

ALIANÇA, PE | Pe. Cleyton ausenta-se da Inspetoria

JABOATÃO – Oratório Dom Bosco | Aula inaugural do Curso de Assistente Administrativo